Covid-19: Nova onda está começando agora, diz secretária do Ministério da Saúde

onda covid-19
A secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente, Ethel Maciel / Crédito: Walterson Rosa/MS

O Ministério da Saúde espera uma alta de casos de Covid-19 nas próximas semanas no Brasil. O aumento se associa à Éris, nova subvariante da Ômicron monitorada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), e às baixas taxas de vacinação, avaliam especialistas.

Com notícias direto da ANVISA e da ANS, o JOTA PRO Saúde entrega previsibilidade e transparência para grandes empresas do setor. Conheça!

Em entrevista ao JOTA, a secretária de Vigilância em Saúde e Ambiente da pasta, Ethel Maciel, afirma que o país está no começo da alta de casos, o que deve ficar em maior evidência nas próximas semanas. O apelo dela é para que as pessoas procurem postos de saúde para tomar a vacina bivalente.

“Estamos esperando um aumento de casos de Covid-19. O alerta é para as pessoas procurarem a vacinação para se protegerem melhor, principalmente aquelas em grupo de risco. É uma nova onda que está começando agora. Estamos no início da subida (de casos)”, afirmou a epidemiologista.

A baixa testagem contra a Covid-19, um problema crônico da pandemia no Brasil, dificulta traçar o atual cenário da nova onda da doença. Apesar disso, os indicadores já começaram a subir.

Um exemplo é o levantamento da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), que mostra que a positividade em exames de Covid-19 alcançou 13,8% em laboratórios privados de 12 a 18 de agosto. A taxa era de 6,3% na semana de 27 de julho a 4 de agosto. Trata-se, portanto, de uma alta de 7,5 pontos percentuais.

Idosos, imunossuprimidos — vulneráveis por terem HIV/Aids ou passado por transplante, por exemplo — e pessoas com comorbidades requerem maior atenção diante da nova onda. Grupos como esses têm maior risco de agravamento para a Covid-19 e precisam manter a vacinação em dia, alertam médicos.

Fonte: JOTA Info
https://www.jota.info/tributos-e-empresas/saude/covid-19-nova-onda-esta-comecando-agora-diz-secretaria-do-ministerio-da-saude-02092023

Deixe uma resposta