Dave Liebman lança álbum só de baladas: Trust and Honesty

Dave Liebman
Crédito: Divulgação

Nascido no Brooklyn há 76 anos, o saxofonista Dave Liebman continua na ativa, criativo como sempre. Declarado jazz master pela National Endowment for the Arts (NEA) em 2011, ele continua a dar preferência ao sax soprano, introduzido no jazz com muito sucesso pelo pioneiro Sidney Bechet (1897-1959). E “redescoberto” na “era moderna” pelos também consagrados John Coltrane e Steve Lacy.

Anos atrás, numa entrevista à revista Downbeat, Liebman assim explicou a sua escolha: “Amo o sax tenor, mas encontrei a minha voz no soprano. Tem algo a ver com minhas raízes no deserto, beduínas e semitas. Não sinto isso no tenor. No tenor é Trane (John Coltrane), é Sonny (Sonny Rollins), é Wayne (Shorter). Para mim, o soprano é um vocalista, é um cantor”.

Pois o selo Newvelle está acrescentando à discografia do veterano jazzman um novo título, gravado em fevereiro deste ano, em trio com o guitarrista Ben Monder (The Bad Plus, Maria Schneider Orchestra) e o baixista John Hebert.

Trust and Honesty é uma seleção de 10 peças qualificadas como baladas, e interpretadas durante 47 minutos.. Cinco delas tornaram-se jazz standards recorrentes: Lover man (5m10), Stella by starlight (4m45), Bye, bye, blackbird (5m15), Come rain or come shine (5m30), Blue in green (2m30). Mas são também inesquecíveis: Time remembered (4m25), de Bill Evans, e Zingaro (6m40), de Tom Jobim.

Liebman assim fala desse novo registro em trio, sem o apoio de um baterista: “Ficamos nós três responsáveis pela energia e pela aura da sessão, o que deu a Ben (o guitarrista) uma responsabilidade ainda maior. E John (o baixista) também ficou com mais espaço para mostrar o incrível solista que é. As canções escolhidas são, quase todas, muio batidas (old chestnuts), mas cabe aos músicos fazer essa música mágica”.

A propósito, o veterano Dave Liebman manteve a posição de segundo mais votado saxofonista soprano na eleição dos “melhores do ano” promovida pela DownBeat (edição deste mês de dezembro já acessível). Só perdeu para Branford Marsalis, chegando à frente – pela ordem – de Kenny Garrett, Chris Potter e Joshua Redman.

Ouça o álbum: https://daveliebman.bandcamp.com/album/trust-and-honesty)

Samples: https://music.apple.com/fj/album/trust-and-honesty/1636359483)

Fonte: JOTA Info
https://www.jota.info/opiniao-e-analise/colunas/jazz/dave-liebman-lanca-album-so-de-baladas-trust-and-honesty-19112022

Deixe uma resposta

WhatsApp Fale pelo WhatsApp!