Vacina contra a dengue: fabricante não prevê novas remessas para clínicas privadas

Vacina contra a dengue
Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Takeda, farmacêutica que produz a nova vacina contra a dengue, afirmou ao JOTA que só deve enviar a clínicas particulares o quantitativo necessário de imunizantes para completar a vacinação de pessoas que já tomaram a primeira dose. Com isso, não planeja enviar novas remessas.

Essas entregas considerarão o intervalo de 3 meses entre cada dose, conforme a bula aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As informações foram concedidas ao JOTA após a equipe receber relatos de falta de doses em ao menos dois laboratórios no Distrito Federal.

“A Takeda informa que não está disponível para firmar contratos de forma descentralizada para atendimento a Estados e Municípios e que o fornecimento da vacina contra a dengue, Qdenga®, no mercado privado brasileiro, será limitado para suprir e priorizar o quantitativo necessário para que as pessoas que tomaram a primeira dose do imunizante na rede privada completem seu esquema vacinal”, diz a nota.

Segundo a fabricante, agora o foco da vacinação contra a dengue recai “em atender de forma prioritária ao Ministério da Saúde” por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI). A Takeda planeja entregar 6,6 milhões de doses em 2024 e cerca de 9 milhões de doses em 2025.

Fonte: JOTA Info
https://www.jota.info/tributos-e-empresas/saude/vacina-contra-a-dengue-fabricante-nao-preve-novas-remessas-para-clinicas-privadas-06022024

Deixe uma resposta